terça-feira, dezembro 09, 2008

O MEU MAR


As águas verdes
tranquilas ou ondulantes
que os meus olhos enxergam
e admiram sem descanso,
pertencem ao meu mar
porque nele me molho se quero
ou só o olho e não me molho.

As areias lisas
ou já calcadas,
pertencem ao mar verde
que as alisa quando quer.
Porque uma areia lisa
lembra uma seda
muito brilhante
muito ondulante
se uma brisa houver.

Estendo-me nessa areia de seda,
sinto o calor que me aconchega.
Cobre-me o azul do céu
que me encanta, me enleva
e acalma meus turbilhões.
Medito, relembro o que já passou,
elevo as minhas orações,
mas...esqueço. Lembrar para quê?

sábado, novembro 22, 2008

B. BERTA, A ESPERTA

Dona Berta tinha 80 anos. O médico que a tratara por quase toda a sua vida havia se aposentado e fora substituído por outro.
Na consulta seguinte, o novo médico pediu para Dona Berta levar a lista dos medicamentos que lhe haviam sido receitados.
Quando o jovem médico revisava a lista, engasgou.
- Dona Berta, sabe que estas são pílulas anticoncepcionais?
- Sim doutor, elas me ajudam a dormir.
- Dona Berta, lhe afirmo que não há absolutamente nada nestas pílulas que façam uma pessoa dormir!
A velhinha deu um sorriso e disse:
- Sim, eu sei. Mas todas as manhãs dissolvo uma pílula no sumo de laranja da minha neta de 16 anos e assim durmo bem todas as noites...

quinta-feira, outubro 02, 2008

terça-feira, setembro 30, 2008

RECANTO DOS MEUS SONHOS

 



Neste espaço, eu medito, eu leio, eu escrevo, eu penso, eu sonho,como, bebo, olho o ceu, respiro fundo e agradeço tal dádiva.
Posted by Picasa

sexta-feira, setembro 19, 2008

segunda-feira, setembro 15, 2008

I HAVE A DREAM

ABBA - I Have A Dream


I have a dream
a song to sing
to help me cope
with anything
if you see the wonder
of a fairy tale
you can take the future
even if you fail
I believe in angels
something good in
everything I see
I believe in angels
when I know the time
is right for me
I’ll cross the stream
I have a dream

I have a dream
a fantasy
to help me through
reality
and my destination
makes it worth the while
pushing through the darkness
still another mile
I believe in angels
something good in
everything I see
I believe in angels
when I know the time
is right for me
I’ll cross the stream
I have a dream


quarta-feira, setembro 03, 2008

O TEMPO MUDANDO


O CICLO DO TEMPO

.......................................


Tempos mudando,
Estações reduzindo
Lenta, lentamente.
Eram quatro, são duas.
Chuvas e sóis.
Chuvas que alagam as terras,
As casas, rios que transbordam
E perdem a sua pacatez suave e brilhante
Que o mar já não acolhe em seu leito
Porque se perderam pelos campos sem fim.
Culturas destruídas,
Casas abandonadas,
Olhos que choram de dor,
Tudo perdido!
Depois, a natureza verde
Vai rompendo.
Hastes que crescem longas, tenras
E apontam ao céu.
Parece que a esperança nasce.
Porém,
O sol vem devagarinho,
Com pezinhos de lã,
E vai aquecendo, aquecendo.
Lá se vai a esperança de novo.
Calor demasiado,
Tudo queimado,
Beleza verde que morre,
Flores que murcham,
Chuva que volta,
Rios que transbordam...



Autora - Adelaide

segunda-feira, setembro 01, 2008

AMOR DELICIOSO


UM AFAGO NOS CABELOS,
DUAS MÃOS QUE TROCAM CALOR,
UM ABRAÇO MEIGO E TERNO,
A FACE NA LAPELA DO CASACO E
UM BEIJO MEIGO NOS CABELOS.
É ESTE AMOR QUE FAZ AS MINHAS DELÍCIAS.
UM SEGREDO AO OUVIDO
QUE PROVOCA UM MEIGO SORRISO.
O CORAÇÃO AQUECE E A ALMA RI.
UM BEIJO CUJOS LÁBIOS DEMORAM
A ENCONTRAR-SE, QUE HESITAM,
OLHOS NOS OLHOS,
DE NOVO O BEIJO,
LÁBIOS QUE ENTÃO SE JUNTAM
COM AMOR, COM TERNURA.
MOMENTOS SUAVES, DIVINAIS,
QUE NÃO ESQUECEM,
QUE FICAM NA MEMÓRIA
DE QUEM OS VIVEU.
UMA MEMÓRIA CHEIA DE BEIJOS,
DE AFAGOS, DE TERNURA, INESQUECÍVEIS.
UMA MEMÓRIA ASSIM ILUMINA A ALMA, AQUECE-A,
DÁ-LHE FORÇA, ÂNIMO PARA CONTINUAR VIVENDO,
E VIVER É BOM, COM BOAS LEMBRANÇAS,
FELIZMENTE, ETERNAMENTE...

AS MINHAS AMIGAS GAIVOTAS


São três gaivotas lindas, brancas como a neve e manchadas de cinza claro, que me dão os bons dias todas as manhãs. Encontro-as empoleiradas no candeeiro em frente de minha varanda. Estamos, eu e elas, exactamente à mesma altura a partir do solo. Eu chego e digo "Olá belezas" e elas respondem à sua maneira: viram o bico para o céu, (em direcção ao Criador), esgoelam-se, e dão um grito como que a dizer-me também "Olá, bom dia". Depois, vaidosas, ensaiam os seus belos voos, asas bem abertas, cortam o céu a seu bel prazer. Encanto de se ver. Como dizia H.Thomas, que muito admiro pelos seus escritos, a natureza está cheia de milagres, nós os humanos é que não reparamos. Considero as minhas gaivotas mais um desses milagres. O grito que dão com o bico virado ao céu para me darem os bons dias, é muito diferente do tom de grito para me pedirem as migalhas a que as habituei. Já não viram o bico para o Criador mas para mim. Dão umas voltas, fazem-se rogadas mas, por fim, comem as migalhinhas, ao mesmo tempo que se debicam umas às outras, para protegerem o que acham que é delas por direito.

sábado, agosto 30, 2008

COMO ES BELLO EL AMOR SENCILLO

Él me quiso tanto...
Yo aún sigo enamorada.
Juntos atravesamos una puerta cerrada.
Él, cómo os diría... era toda mi ocupación,
cuando en la lumbre ardían sólo palabras de amor...
Palabras de amor sencillas y tiernas
que echamos al vuelo por primera vez,
apenas tuvimos tiempo de aprenderlas,
recién despertábamos de la niñez.
Nos bastaban esas tres frases hechas
que entonaba un trasnochado galán,
de historias de amor,
sueños de poetas,
a los quince años no se saben más...
El, dónde andará,
tal vez aún me recuerda.
Un día se marchó y jamás volví a verlo.
Pero, cuando oscurece,
lejos, se escucha una canción,
vieja música que acuna, viejas palabras de amor...
Palabras de amor sencillas y tiernas
que echamos al vuelo por primera vez,
apenas tuvimos tiempo de aprenderlas,
recién despertábamos de la niñez.
Nos bastaban esas tres frases hechas
que entonaba un trasnochado galán,
de historias de amor, sueños de poetas,
a los quince años no se saben más...

A los quince años no se saben más...

domingo, agosto 10, 2008

CORAÇÃO FELIZ



O meu coração está feliz!
E todo o meu corpo.
Porque
Um sentimento doce
me corre nas veias.
E por isso estou feliz!
Apetece-me abraçar as árvores
e dar palmadas nos muros
que nem o Tomé da Póvoa.
Ele dizia:
Estas árvores são minhas,
Estes muros são meus.
Até os passarinhos,
que fazem os ninhos
em minhas árvores
também são meus!
Tomé da Póvoa também estava feliz!
Como o meu, também o seu coração,
batia forte, de alegria e comoção!

FIRMAMENTO


Adelaide 2008

segunda-feira, agosto 04, 2008

sexta-feira, agosto 01, 2008

quarta-feira, julho 30, 2008

sábado, julho 19, 2008

UM BRINDE DO SOL








DIA DOCE, QUENTE, SOALHEIRO
SUOR ESCORRENDO PELA FACE
SILÊNCIO
SILÊNCIO DE OURO
QUE CURA A EBULIÇÃO
QUE INVADE
MEU CORAÇÃO
MEU SER ABENÇOADO
POR TUDO QUE AMO
E AMO TANTO
VIDA DE ENCANTO
MOMENTOS DE GRAÇA
MÚSICA QUE OUÇO
DE OLHOS FECHADOS
E AQUELES ABRAÇOS
IMAGENS BELAS
FLORES
BELAS CORES...

AJENTEJO DO MEUS PAÍS

 

Adelaide
2008
Posted by Picasa

sexta-feira, julho 11, 2008

segunda-feira, junho 16, 2008

PINTAR - UMA NOVA PAIXÃO























Adelaide
2008

MI BUENOS AIRES QUERIDO / CARLOS GARDEL

BUEROS AIRES QUERIDO

Mi Buenos Aires querido (Carlos Gardel)

Mi Buenos Aires querido
Cuando yo te vuelva a ver
No habrá mas pena ni olvido
El farolito de la calle en que nací

Fue el centinela de mi promesa de amor
Bajo su quieta lucesita yo la ví
A mi peverta luminosa como el sol
Hoy que la suerte quiere que te vuelva a ver
Si una forteña de mi único querer

Y oigo la queja del bandoleón
dentro del pecho pide rienda al corazón
Mi Buenos Aires, tierra florida
Donde mi vida terminaré

Bajo tu amparo no hay desengaño
Ruedan los años, se olvida el dolor
En caravana los recuerdos pasan
Como una estela dulce de emoción
Quiero que sepas, que al evocarte
Se van las penas del corazón

La ventanita de mi calle de arrabal
Donde sonríe una muchachita en flor
Quiero de nuevo yo volver a contemplar
Aquellos ojos que acarician al mirar

En la cortada masvarea una canción
Dice su ruego de coraje y de pasión
Una promesa y su suspirar
Borro una lagrima de pena aquel cantar

Mi Buenos Aires querido
Cuando yo te vuelva a ver
no habrá mas pena ni olvi - ido

L'ITALIANO

L'Italiano

Buongiorno Italia, gli spaghetti al dente
e un partigiano come Presidente
con l'autoradio sempre nella mano destra
e un canarino sopra la finestra

Buongiorno Italia con i tuoi artisti
con troppa America sui manifesti
con le canzoni, con amore, con il cuore
con più donne, sempre meno suore

Buongiorno Italia, buongiorno Maria
con gli occhi pieni di malinconia
buongiorno Dio
lo sai che ci sono anch'io

Lasciatemi cantare con la chitarra in mano
lasciatemi cantare una canzone piano piano
lasciatemi cantare perchè ne sono fiero
sono un italiano un italiano vero

Buongiorno Italia che non si spaventa
e con la crema da barba alla menta
con un vestito gessato sul blu
e la moviola la domenica in TV

Buongiorno Italia col caffe ristretto
le calze nuove nel primo cassetto
con la bandiera in tintoria
e una 600 giu in carrozzeria

Buongiorno Italia, buongiorno Maria
con gli occhi pieni di malinconia
buongiorno Dio
lo sai che ci sono anch'io

ADRIANO CELENTANO

LASCIATEMI CANTARE

segunda-feira, junho 09, 2008