segunda-feira, setembro 24, 2007

O SOL CURA A TRISTEZA

É verdade, acreditem.
Se o digo é porque sei,
Se sei experimentei.
Eu vou contar, esperem...

Era uma manhã soalheira,
Mais um dia para viver.
Uma pedrinha pesava no meu coração!
E eu sem saber o que fazer?

Abri a persiana e o sol entrou.
Forte, quente, amarelo, belo!
Senti-me inundada por ele
Aqueceu todo o meu corpo e
em meu coração se instalou!

A tristeza fugiu,
A alegria voltou.
Em mim tudo sorriu,
Em mim tudo mudou!

Obrigada sol que me salvaste!
Esse milagre te devo.
A minha tristeza retiraste,
E a minha alegria de novo me deste.

Adelaide - autora

2 comentários:

A. João Soares disse...

Depois do comentário já feito no outro post nada tenho a acrescentar a não ser a repetição como as palmas num bom espectáculo.
O meu aplauso por este poema ao Sol.
Beijinhos
João

xt disse...

NEM EU!!que bonito!