sexta-feira, março 06, 2009

CHOUPOS DE MONET


Adelaide 2008
_____________


Um pequenino livro, num monte deles para vender ao desbarato, chamou a minha atenção. Como sou apaixonada por coisas simples, peguei nele, folheei-o e vi que não podia repô-lo no lugar. Trouxe-o comigo e vi que eram muitas as histórias contadas por Antonia Mota, professor do ensino básico, amante da serra a ponto de fazer o referido livro de histórias. Segundo ele, há muitas formas de sentir a serra. Há quem diga que na serra é tudo muito bonito, com passarinhos a chilrear, água despoluída, muito presunto, muito descanso, muita neve, muita maravilha. Outros acham que o relvado do Estado Nacional é que é bom e o resto é conversa de rústicos.
E há, naturalmante, os que vivem na serra todos os dias e que têm muito que contar. E que esses é que fizeram as histórias deste livro.

Hoje fico por aqui para não cansar os meus queridos amigos mas, em breve contarei uma dessas histórias que devem ter muito de belo e simples. Ai se a SIMPLICIDADE corresse mundo e retirasse de circulação a mania do poder, a corrida ao dinheiro de forma desleal, a mania das grandezas...

2 comentários:

Fernanda Ferreira disse...

Olá Mara,
Temos em comum vários factos ; somos do Porto, entretanto eu habito V.N. de Cerveira já há 18 anos (pelo menos). Devemos ter idades muito próximas e se a Mara é tradutora eu fui guia turística e professora de Inglês e Português. Ainda vou fazendo alguma coisa...

Adorei o seu primeiro texto e os poemas que li, parabéns.
Espreite o meu Blog e diga-me o que pensa.
Estou a pensar começar um novo totalmente em Português sobre um assunto que domino e que é fascinante.

Beijão
Fernanda

Mara disse...

Querida Fernanda Ferreira,

Foi um prazer receber tão simpáticas palavras. Claro que visitarei o seu blog com muito prazer.
Deixarei os meus comentários e espero mais visitas.

Beijinhos mara