domingo, outubro 21, 2007

O POETA QUE ERA LADRÃO

VIVEU NO SÉCULO XV O MAIS HÁBIL LARÁPIO DE PARIS E O MAIOR POETA DE FRANÇA. CHAMAVAM-LHE "NOSSO TRISTE, MAU, ALEGRE E LOUCO IRMÃO. OS SEUS CRIMES NÃO PODIAM SER MAIS VIS E AS SUAS CANÇÕES MAIS PERFEITAS. ERA UMA AUTÊNTICA DUALIDADE: BESTIAL E SUBLIME.
POR VOLTA DOS SEUS 20 ANOS SURRIPIAVA BOLSAS DE DINHEIRO. AOS 25 MATOU UM PADRE. AOS 30 ERA ELE CHEFE DE UMA QUADRILHA DE LADRÕES. DURANTE ESTE TEMPO, ATÉ CUSTA A ACREDITAR, ESCREVEU POEMAS QUE FICARAM NA MEMÓRIA E NO CORAÇÃO DO MUNDO. NASCEU NA SARGETA JÁ COM O NOME DE FRANÇOIS E AOS 12 ANOS UM BONDOSO PADRE CHAMADO VILLON TOMOU CONTA DELE E DEU-LHE O SEU SOBRENOME.
O NOSSO POETA LARÁPIO PASSOU A CHAMAR-SE FANÇOIS VILLON. O BONDOSO PADRE ERA FELIZ COM A POESIA DE FRANÇOIS E MUITO INFELIZ COM OS SEUS PROCEDIMENTOS. ENSINOU-LHE TUDO O QUE ERA CULTURA E BELEZA MAS, A PRÁTICA DA HONESTIDADE NÃO CONSEGUIU PARA SUA GRANDE TRISTEZA.

AUTOR - H.THOMAS

ADELAIDE

1 comentário:

xt disse...

deixo aqui uma opinião !!escreve também em ingles!!